O que é liderança situacional? Como funciona? Porquê usar?

Compartilhe!

Os líderes de hoje não podem confiar em liderar apenas o poder inerente à sua posição.

Um líder de sucesso É alguém que pode ver uma situação de diferentes perspectivas. Avalia o comportamento de seus seguidores e, a partir disso, determina qual abordagem de liderança é a mais adequada.

Se você quer criar uma equipe eficaz e de alto desempenho, então a Liderança Situacional pode ser a solução que você está procurando.

Neste artigo, você descobrirá o que é a Liderança Situacional, como ela funciona na prática, seus principais benefícios e como implementá-la em sua gestão.

Veja também: Planejamento estratégico situacional: passo a passo para implementar em seu negócio

O que é liderança situacional?

Em 1969, Paul Hersey e Kenneth Blanchard desenvolveram a teoria situacional da liderança no livro "Organizational Behavior Management".

Para os autores, os melhores líderes são aqueles que adaptam sua liderança à tarefa, às pessoas, aos objetivos, ao projeto em questão e às circunstâncias gerais.

A liderança situacional tem um caráter flexível. Ser capaz de se adaptar ao ambiente de trabalho e às necessidades da organização. Não é baseado em um traço ou habilidade específica do líder.

Para os autores da teoria da liderança situacional, os líderes devem ter a ideia de entender quando mudar seu estilo de gestão. Além disso, tenha em mente qual estratégia de liderança se encaixa em cada novo paradigma. Para Hersey e Blanchard, Não existe um único estilo de liderança que funcione para todas as situações.

A liderança situacional oferece uma alternativa à ideia de liderança única para todos. Não se trata de encontrar o estilo de liderança perfeito, mas de liderar o caminho certo em todas as situações.

A teoria situacional da liderança muda a conversação de "Quem sou eu e como eu lidero?"A"Quem são meus seguidores e o que eles precisam para ter sucesso?"

Quer saber mais sobre liderança situacional? Então assista este vídeo sobre o assunto registrado pelo Dr. Paul Hersey:

Leia mais: Os desafios da liderança empresarial: os 5 principais obstáculos (quase) que todo líder deve enfrentar

Estilos de liderança situacional

Agora que você sabe o que é a Liderança Situacional, vamos falar sobre como isso funciona na prática. Estes são os principais estilos de liderança da situação identificados por Hersey e Blanchard e quando cada um deve ser usado.

Estilo 1 – Endereço

Neste primeiro estilo de liderança, o líder precisa direcionar seus subordinados, mostrando-lhes o que e como fazê-lo.

Nesse estágio, o líder ainda está aprendendo sobre suas tarefas e tem pouca competência e alto comprometimento, com possíveis sentimentos de insegurança.

É o papel do líder supervisionar seu líder durante a execução da tarefa. Portanto, quando um subordinado direto não pode realizar o trabalho porque não sabe como fazê-lo, o líder deve passar muito mais tempo trabalhando com o empregado. Você também deve fornecer instruções claras e monitoramento regular.

É importante celebrar resultados positivos e oferecer sugestões e ações corretivas para obter resultados menos satisfatórios. A ideia é motivar o liderado para subir ao próximo nível de sua habilidade.

Estilo 2 – Orientação

Aqui nos movemos para o segundo nível. O líder não confia completamente em suas habilidades, mas está chegando lá.

O líder deve constantemente supervisionar sua equipe, fornecendo feedback contínuo. Além disso, cabe a ele coletar sugestões de melhorias e novas idéias que possam contribuir para o desempenho da equipe ou de um projeto específico.

No final, é sempre o líder que bate no martelo. No entanto, a equipe se envolve mais tomada de decisão.

Estilo 3 – Suporte

No terceiro estilo de liderança, o líder negligencia seu papel como supervisor e dá ao seu líder uma dose extra de autonomia. Dessa forma, o colaborador tem mais apoio para realizar suas atividades.

O apoio é direcionado ao líder que agora é competente no trabalho. Mas permanece um pouco inconsistente e ainda não está totalmente comprometido.

O líder deve estar presente e apoiar seu subordinado. Eles não precisam mais fornecer instruções detalhadas ou acompanhar com frequência. Mas você deve continuar monitorando para garantir que o trabalho seja feito no nível exigido.

Este é um estágio muito focado nas relações com os funcionários.

Estilo 4 – Delegação

No quarto e último estilo de liderança identificado por Hersey e Blanchard, o líder assume uma postura mais distante. Os funcionários, caracterizados como altamente competentes e comprometidos, agora tomam decisões e assumem a responsabilidade pelo que acontece, com supervisão mínima.

Nesta fase, os líderes estão mais maduros e sabem muito bem o que o líder espera deles.

Como líder, agora você pode delegar tarefas a seus funcionários e observar com acompanhamento mínimo, sabendo que bons (ou até excelentes) resultados serão alcançados.

A maturidade do líder

Para entender melhor os estilos de Liderança Situacional, é importante conhecer um aspecto fundamental dessa liderança: a maturidade dos seguidores.

Para saber qual estilo de liderança você deve adotar, é crucial conhecer o nível de maturidade de seus funcionários.

  • M1: Os funcionários não possuem as habilidades necessárias para a tarefa e não podem ou não assumirão a responsabilidade pela tarefa.
  • M2: Entusiastas novatos, estão dispostos a trabalhar na tarefa, mas não têm as habilidades necessárias para fazê-lo.
  • M3: Suas habilidades estão lá, mas você não tem confiança ou disposição para assumir a responsabilidade pela tarefa.
  • M4: Eles têm as habilidades e experiência para realizar bem a tarefa e estão confiantes e dispostos a assumir a responsabilidade pelos resultados da tarefa.

Veja este gráfico de resumo que mostra a relação entre estilo de liderança e prontidão do funcionário:

O que é liderança situacional?

Fonte: Blog de Consultoria COACH

Leia também: Influência do líder na relação entre liderança e motivação.

Matriz de liderança situacional

Como você pode ver, o nível de maturidade do líder determina o estilo de liderança situacional do líder. Hersey e Blanchard desenvolveram uma matriz para facilitar a identificação do estilo de liderança que o líder deve adotar de acordo com o nível de maturidade de sua equipe ou de um funcionário específico.

Para aqueles com pouca experiência, por exemplo, o estilo de liderança é o mais adequado, enquanto aqueles com necessidades de alta competência, o estilo de delegação pode ser mais apropriado.

O que é liderança situacional?

Fonte: JKW

5 benefícios da liderança situacional

1 – Flexibilidade

A liderança situacional é considerada uma abordagem flexível, pois o líder não usa um estilo de liderança exclusivo para toda a equipe. Na verdade, o líder se adapta às necessidades de seus seguidores e aos detalhes da situação.

2 – Colaboração

Essa forma de liderança incentiva a colaboração entre os membros da equipe. A presença de colaboração aumenta a produtividade e a participação da equipe.

Líderes que usam a abordagem da Liderança Situacional influenciam seu pessoal para alcançar a força ideal da equipe. Quando a equipe é otimizada, a colaboração se torna um meio de ser coletivamente criativa e gerar inovações valiosas que são benéficas para qualquer negócio.

3 – Produtividade

Como mencionado acima, a Liderança Situacional também ajuda a tornar a equipe mais produtiva. Quando os funcionários recebem suporte adequado e feedback de seus superiores, eles são constantemente lembrados de seus objetivos.

Os funcionários estão mais comprometidos com suas tarefas e têm mais confiança em seus líderes, aumentando sua participação no local de trabalho e, com efeito, sua produtividade.

4 – Motivação

A abordagem de liderança situacional funciona bem para motivar os funcionários da organização. Quando os líderes decidem capacitar seus funcionários delegando tarefas, confiando-lhes responsabilidades para desenvolver suas habilidades e fornecer suporte durante todo o processo para alcançar seus objetivos, o resultado é uma equipe fortemente motivada.

5 – Controle

A liderança situacional lhe dá mais controle sobre os resultados de sua equipe. Isso porque, nessa abordagem, o líder pode efetivamente influenciar seus seguidores, já que ele está mais presente em todas as etapas do projeto e sabe bem o que sua equipe é capaz de oferecer.

Olhe para o nosso blog: Liderança em desenvolvimento: 5 vantagens e 4 dicas de gestão

3 dicas básicas para implementar a liderança situacional

1 – Conheça as individualidades de sua equipe

Seus funcionários não são robôs padronizados programados para executar tarefas. Então, tente saber quem são os membros da sua equipe.

Quais são as suas individualidades, forças, fraquezas, habilidades específicas, preferências, etc.? Não subestime o fator humano.

2 – Defina expectativas claras

Comunique o objetivo organizacional à sua equipe para que eles entendam como suas próprias tarefas e objetivos se conectam ao quadro geral.

Defina as expectativas individuais de seus membros sobre qual deve ser o resultado. Sessões de funcionários individuais geralmente ajudam a definir esse ritmo e fornecem um fórum para analisar o desempenho no final de um projeto.

3 – Ajuste seu estilo de liderança

Em geral, seu estilo de liderança padrão é aquele que você instintivamente adota em situações estressantes. Conhecer seu estilo padrão é importante para ajustá-lo na Liderança Situacional.

Um bom líder Você deve ser capaz de avaliar uma situação específica e os níveis de maturidade de seus seguidores para determinar qual estilo é o mais adequado e o mais eficaz para cada caso.

Agora que você sabe tudo sobre a Liderança Situacional, que tal colocar essa liderança em prática na sua gestão? Faça isso e veja que seus resultados melhoram significativamente.

Saiba mais: O que é planejamento estratégico situacional e como ele é diferente do modelo tradicional?

Setting é uma consultoria que busca criar valor e entregar resultados, com transparência e valorização das pessoas. Portanto, você está totalmente qualificado para ajudar os líderes de sua empresa.

Uma característica importante de um líder é saber como lidar com conflitos. Você quer conselhos sobre como fazer isso? Então baixe nosso ebook grátis: 8 dicas para lidar com conflitos na empresa