O que avaliar quando o candidato não tem experiência?

Profissionais com pouca ou nenhuma experiência podem ser um investimento valioso para as empresas. Especialmente aqueles que se concentram no desenvolvimento de talentos. Portanto, é importante saber o que avaliar quando o candidato não tem experiênciater assertividade na contratação. Alguns dos aspectos que consideramos fundamentais:

  1. contratar personagem, experiência de trem;
  2. alinhar expectativas;
  3. verificar o interesse real do candidato;
  4. foco em habilidades indispensáveis;
  5. Construa uma identidade para o seu negócio.

Um objetivo esclarecedor no currículo pode chamar a atenção dos recrutadores, mas o que avaliar quando o candidato não tem experiência?

Em geral, as palavras contidas no documento não são suficientes para uma decisão assertiva. E é por isso que seus especialistas em recursos humanos precisam conhecer os problemas que vão além das capacidades.

Nesta publicação, nos aprofundamos neste tópico; Afinal, podemos concordar que existem vantagens e riscos na contratação de profissionais inexperientes. E assim, mostraremos que há vários aspectos a serem observados que permitem uma avaliação completa no processo de seleção. Confira!

Por que contratar profissionais inexperientes?

Quando vamos a um restaurante, por exemplo, tendemos a olhar mais atentamente para o estabelecimento que tem uma fila de espera do que a abandonada, sem clientes à mesa ou à espera de um, certo?

Eles dizem o mesmo sobre lojas justas. E com suas próprias proporções, é claro, muitos recrutadores fazem o mesmo ao longo de seus processos de seleção.

Currículos repletos de oportunidades em grandes empresas, com listas intermináveis ​​de cursos e qualificações, preenchem os olhos de qualquer especialista em recursos humanos.

No entanto, várias razões podem limitar o ímpeto e o desejo de contratar esses grandes especialistas. Afinal, eles são trabalhadores e profissionais caros, e eles também têm seus próprios "Vícios" e meios de trabalho.

Saber o que avaliar quando o candidato não tem experiência, por sua vez, coloca sua empresa em uma posição diferenciada no mercado.

E você sabe porque?

O custo é menor, embora haja um investimento para desenvolvê-lo, e os resultados ocorrem em várias frentes, como:

  • mais determinação para aproveitar sua primeira oportunidade difícil;
  • compromisso e motivação para poupar;
  • interesse contínuo em aprender;
  • ausência de vícios que possam interferir no seu crescimento dentro da empresa;
  • mais próximo da cultura e do perfil da empresa.

Muitos pontos relevantes a considerar, certo?

>> Nós produzimos um livro digital apresentando um produção passo a passo de planejamento assertivo de recrutamento e seleção. Clique aqui e acesse agora!

O que avaliar quando o candidato não tem experiência?

Se há vantagens em saber o que avaliar quando o candidato não tem experiencia e aplicá-los no processo de seleção, também existem precauções neste recrutamento.

E o principal é, sem dúvida, o planejamento do treinamento e capacitação dos funcionários. Afinal, seu investimento deve se traduzir em resultados para ambas as partes.

A funcionária retorna muito para a empresa, mas ela também tem que oferecer esse profissional. Caso contrário, isso só está tornando os custos de contratação mais baratos, mas não está adicionando nada ao desenvolvimento de sua marca (e da pessoa e do contratado).

Então, reunimos alguns aspectos-chave sobre o que avaliar quando o candidato não tem experiênciae isso pode ajudá-lo a enriquecer o processo de recrutamento e seleção. Confira!

1. Contratar personagem, experiência de trem

A frase anterior é bastante popular entre especialistas em recursos humanos. É também um dos mais precisos e impressionantes.

Quando alguém não tem os aspectos técnicos de ocupar uma posição na empresa, os recrutadores podem focar no que já é inerente ao perfil do candidato.

Afinal, as habilidades, competências e conhecimentos para realizar atividades podem e devem ser desenvolvidas por meio de treinamento.

2. Alinhar expectativas

É sempre bom saber quais são os perfis (comportamentais e técnicos) de cada posição da empresa. Isso facilita saber o que avaliar quando o candidato não tem experiência e também quando o tem.

Então é mais fácil descrever a oportunidade, explicar aos candidatos e identificar entrevistas e nos testes, que têm expectativas muito bem alinhadas com as da sua organização.

3. Verifique o interesse real do candidato

Uma boa maneira de saber o que avaliar quando o candidato não tem experiência: interesse na oportunidade. Isso porque o país ainda vive com os ecos das crises econômicas e políticas. As taxas de desemprego acumularam altas preocupantes.

E como resultado, muitas pessoas estão procurando trabalho: qualquer trabalho – essa oportunidade de crescer pessoal e profissionalmente na área que pode ser melhorada.

Cabe a seus especialistas em recrutamento e seleção desafiá-lo a diagnosticar quais candidatos podem realmente agregar valor à organização à medida que são aperfeiçoados por meio de técnicas de desenvolvimento cotidianas.

4. Concentre-se em habilidades indispensáveis

Além do "personagem" acima mencionado, que inclui muito do perfil pessoal do candidato, é possível observar algumas características que podem diferenciá-las no processo de seleção.

Por exemplo: criatividade, este combustível para as mentes mais comprometidas que sempre apresentam soluções inovadoras. LiderançaÉ também uma capacidade de ser observado, como raciocínio lógico, matemática, etc.

É importante saber quais podem ser usados ​​para beneficiar as responsabilidades e atividades que esse profissional realizará se tiver uma oportunidade em sua empresa.

5. Construa uma identidade para o seu negócio.

Finalmente, é importante construir um Próprio DNA para a organização Algo que atrai, gerencia a identificação e aproxima as ações e posicionamentos da empresa com o perfil de seus colaboradores.

E isso inclui, é claro, aqueles que querem saber o que avaliar quando o candidato não tem experiência. Tudo porque essa abordagem adicionará uma lista de currículos mais associados à sua marca.

É por isso que enfatizamos anteriormente que contratar profissionais sem experiência é um investimento. Faz parte de uma cultura baseada na identificação gerada e na ajuda mútua.

Então, queremos encerrar este artigo ouvindo um pouco sobre o que você vem seguindo dentro e fora de sua empresa: o que você acha que é a melhor maneira de avaliar quando o candidato não tem experiência? Deixe seu comentário abaixo para ampliar a discussão sobre o assunto!