5 Erros de varejistas na área contábil (e como acertar)

Finanças e contabilidade ainda são grandes desafios no comércio varejista. Consulte nosso GUIA para evitar erros nessas áreas essenciais para a empresa.

Cuidar de processos primordiais como fluxo de caixa, controle de vendas e gerenciamento de impostos exige muito tempo e esforço, ainda mais quando o trabalho não é bem organizado.

Com tudo acontecendo ao mesmo tempo, nem sempre é fácil manter o controle responsabilidades e garantir o equilíbrio financeiro ideal.

Mas essa deve ser a prioridade para qualquer comerciante, porque a saúde financeira é uma condição fundamental para sobreviver e lucrar no mercado.

Para ter sucesso na gestão financeira e contábil, você precisa se familiarizar com a área e ter as pessoas e os processos certos.

Nós vamos em partes:

  • Os principais erros dos comerciantes na contabilidade
  • Soluções eficientes para gerenciamento contábil
  • Critérios para escolher o serviço de contabilidade
  • Atenção às obrigações fiscais
  • Como a tecnologia e a inteligência podem ajudar.

No final da leitura, os erros serão deixados no passado e você saberá como melhorar resultados de aqui em diante.

Guia: Controle Financeiro para Lojas Físicas e Virtuais Como analisar números para tomar as melhores decisões diariamente Baixe agora

5 erros de comerciantes na contabilidade

Alguns erros dos comerciantes são fatais nos resultados financeiros e contábeis da empresa.

Portanto, é essencial evitar esses deslizamentos de terra.

Para não correr riscos, veja os 5 principais erros e evitar a todo custo.

1. Falta de controle de vendas

Um dos erros mais básicos no varejo é fracassar no controle de vendas, que consiste no registro e acompanhamento de tudo o que é vendido por período.

É do controle de vendas que o comerciante consegue controlar o orçamento, manter o equilíbrio estoque no dia, observe o fluxo de caixa e o capital de giro, identifique padrões, ajuste o mix de produtos e conheça melhor os clientes.

Além disso, apenas uma previsão de vendas precisa pode orientar o planejamento financeiro e contábil da empresa.

2. Problemas no gerenciamento de estoques

A gestão de estoques é essencial para gerar inventário de materiais e informações precisas sobre entradas e saídas.

Através do controle de estoque, é possível ter uma percepção mais clara das vendas e organizar as compras para manter os produtos sempre disponíveis.

Mas muitos comerciantes estão desorganizados nessa área e acabam enfrentando descanso no estoque, além de causar problemas fiscais devido a irregularidades no estoque.

3. Erros no controle de custos e preços

A contabilidade de custos é outra área frequentemente sujeita a erros por parte dos comerciantes, que nem sempre se importam com analisar despesas do negócio.

Basicamente, essa função contábil organiza os custos e despesas da empresa, fixos e variáveis, para definir as margens apropriadas de lucro e contribuição.

A partir dessa análise, a formação do preço de venda é definida com maior precisão, buscando a rentabilidade da empresa.

Erros no processo podem comprometer as receitas e deixar a loja vermelha.

4. Gestão financeira ineficiente

As rotinas financeiras são de vital importância para manter a saúde dos negócios, mas a administração das finanças continua sendo um desafio para muitos traders.

Segundo dados da Serasa, publicados na Folha em 2017, um terço das empresas brasileiras enfrenta dificuldades financeiras.

Grande parte dessa dívida é causada pela má gestão, o que dificulta a execução de tarefas básicas, como o controle de contas a pagar e receber.

5. Incompreensão de dados contábeis

Finalmente, a falta de conhecimento dos comerciantes sobre os dados contábeis é um problema freqüente, que prejudica a capacidade de tomar decisões assertivas.

Muitos nem sabem como responder se a empresa está lucrando ou perdendo, ou se já atingiu seu ponto de equilíbrio.

Então, entender contabilidade gerencial é urgente para recuperar o controle financeiro da empresa.

Soluções para gestão contábil no varejo

Para uma contabilidade eficiente, a única maneira possível é profissionalização de gestão, envolvendo pessoas e processos.

O ideal é ter profissionais competentes e especializados em varejo, além de uma infraestrutura tecnológica que atenda às necessidades financeiras e contábeis da empresa.

Para isso, a loja tem duas opções: contratar uma equipe própria ou terceirizar a gestão financeira e contábil.

A principal vantagem de ter uma equipe interna é garantir agilidade e controle sobre as informações do negócio, mas os avanços do mercado de BPO (Terceirização de processos de negócios) os financiadores também são encorajadores.

Isso porque a contratação de empresas especializadas facilita o acesso às últimas tendências e melhores práticas de gestão, além de reduzir custos e construir parcerias de longo prazo.

No caso da contabilidade, a contratação de um profissional ou empresa ainda é uma opção segura e viável, ainda mais com a notável evolução do setor.

Para você ter uma ideia, a profissão de contador é a quarta que mais cresce no mundo, com mais de 77 mil empresas e profissionais cadastrados no Conselho Federal de Contabilidade.

Como escolher o serviço de contabilidade para a loja

Para escolher o seu serviço profissional ou de contabilidade, você deve levar em consideração três critérios: afinidade com o segmento, experiência e perfil consultivo.

Naturalmente, é uma vantagem ter profissionais que já entendem o ramo de negócios, enquanto a função de consultoria é obrigatória para os contadores modernos.

Contra os erros dos comerciantes, o melhor antídoto é ter um contador para ir além das rotinas burocráticas e contribuir para a gestão do negócio.

Alterações fiscais para os olhos

Entre os erros dos comerciantes, há também as falhas com o Obrigações Fiscais.

Portanto, é essencial contratar profissionais que acompanhem as mudanças nos impostos.

Atualmente, o Estado está avançando com o SPED, o Sistema Público de Escrita Digital que monitora as atividades das empresas em tempo real.

O governo já controla todo o movimento de entrada, saída e devolução de mercadorias por meio de notas fiscais eletrônicas, monitorando de perto evitar qualquer fraude.

O desenvolvimento mais recente foi a obrigação de enviar informações de emprego on-line através do eSocial, um sistema dedicado à previdência social e às leis trabalhistas.

Tecnologia e inteligência ao serviço da contabilidade

A contabilidade tornou-se o mesmo ritmo da Quarta Revolução Industrial, acompanhando tendências como computação em nuvem, inteligência artificial e Big Data.

Como resultado, temos um novo perfil profissional de contadores: conselheiro, consciente do mundo digital e pronto para atuar como parceiros estratégicos da empresa.

o contabilidade digital Já está automatizando tarefas e simplificando processos, para que os profissionais utilizem seu tempo para contribuir com informações valiosas para o sucesso do negócio.

Assim, os contadores deixaram de atuar como despachantes e passaram a oferecer ideias para a decisão dos comerciantes.

Este novo profissional pode ajudá-lo a dominar os números de negócios, controlar o estoque, definir o público-alvo e melhorar todos os critérios de gerenciamento.

Existem também plataformas inovadoras como Conta azulque integra toda a informação gestão contábil e conectar medidores e empresas em tempo real.

Com um contador confiável e ferramentas adequadas, você terá um braço direito para alcançar objetivos e suporte profissional para melhorar todos os pontos de gerenciamento.

Assim, não haverá espaço para erros na área que define o crescimento do seu negócio.

Contabilidade para pequenas empresas Preparamos um guia sobre a importância do contador e como encontrar o profissional ideal para o seu negócio Faça o download do guia agora

Você gostou deste artigo? Deixe um comentário e compartilhe em suas redes sociais.